25 de dezembro de 2008

...então é natal!

Kellen diz: Ganhou o que do velho de roupa vermelha?

OTñI diz: Teve mendigo oculto aqui em casa. E eu todo feliz, nem ia participar...
...mas a minha mãe me fez o favor de organizar um outro sorteio, tirar uma pessoa pra mim, comprar o presente e só me avisar na hora da brincadeira, que eu "teria" que participar... ¬¬´

OTñI diz: odeio amigo oculto... "/
..."tirei" uma sobrinha que nunca vi na vida e nem sei qual foi o presente dela... [ também não fiz questão de descobrir! ]

Kellen diz: kkkkkkkkkkkkkkk coisas de Natal, o espírito é esse mesmo!

OTñI diz: ...bom, eu ganhei uma camisa roxa, com uns desenhos na frente e cheia de glitter, parece de mulher.... O.o

Kellen diz: kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... mais cara de Natal ainda!

OTñI diz: ACHEI HORRIVEL! x³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³³

Kellen diz: Troca!

OTñI diz: Nem dá..."/

OTñI diz: No final da noite, minha prima veio toda sorridente me dizer... "Primo, olha, eu escolhi seu presente à dedo!"
...dai pensei: "É...dedinho podre! ¬¬´"
E disse pra ela sorrindo com cara de paisagem: "Ô nega, é tudo que eu sempre sonhei! =)"

Kellen diz
: kkkkkkkkkkkkkkkkkk

OTñI diz: foda..
sinto muito, mas eu vou dar essa camisa...odeio roxo e glitter é coisa de fruta!

Kellen diz: Adoro roxo!

OTñI diz: ¬¬´

16 de dezembro de 2008

- me beija.
- hãm?
- eu disse pra você me beijar...
- te beijar?
- é.
- mas... mas e amanhã?
- o quê tem amanhã?
- se eu te beijar... o que vai acontecer amanhã?
- ah, sei lá... quem é que sabe do amanhã? eu sei do agora, e agora eu quero um beijo teu.

[silêncio]

- sabe... quando não há sentimento, o amanhã é como um papel branco, um dia branco. e quando há sentimento, o amanhã é feito tubinhos de tinta querendo colorir toda a brancura de incertezas dos dias. Me beija, anda...

[beijaram-se]

e mais tarde, na cama, deitada ao lado dele, ela cruzou as mãos e pediu a Deus que o sol nascesse de um colorido demasiado."

:: Luana Cavalcanti

9 de dezembro de 2008

...mas sempre encontro um sorriso e o meu paraíso é onde estou!
:: TM

25 de novembro de 2008



Não pretendo um amor sólido tendo em vista a grande possibilidade de um sólido se romper à menor mudança de temperatura de pressão.

Pretendo um amor líquido
que se adapte a qualquer recipiente e, sorvido em grande goles, molhe os lábios escorra pelo pescoço e umedeça os países ao sul do continente. líquido, para que, aquecido, evapore suba ao céu chova sobre mim encharque o chão tire essa tal segurança de debaixo dos meus pés deixe lama entre meus dedos.

Não pretendo um amor assim, concreto,
não pretendo um amor assim, rígido, não pretendo um amor, assim, sólido mas líquido incerto insólito.

E se uma frente fria vinda diretamente da Patagônia
torná-lo gelo, frio, pedra, que baste deixá-lo ligeiramente exposto ao seu olhar e ele, regredindo a seu estado original, volte a matar essa sede amiga, inseparável, do sertão de nós."

:: André Gonçalves ::


Sabe aquela sensação de que tudo vai explodir? O coração bate depressa...
...as pernas tremem...

...o sorriso invade a alma...

É como se o corpo inteiro estivesse sorrindo! Quando se está junto, o tempo não vale nada! Quando se está separado, o tempo sofre de saudade e ansiedade! Se olharmos os dias, são poucos, mas se somamos às horas e multiplicamos os segundos percebemos que existem mais números que somente dois dos dias. Se multiplicarmos as quantidades de palavras e somarmos os sentimentos, perceberemos que se torna inútil contar somente as horas, ela é pouco comparada com a intensidade dos dias. E cada vez que eu lembro dos sorrisos, adiciono os carinhos e multiplico a intimidade de quem já se conhece a tão pouco tempo, eu percebo que o tempo é relativo e que bom mesmo é estar com você.

"... Acho que amar é isso. Saber dar sem garantias.
Sem exigir nada em troca. Arriscar, acreditando que vai dar
certo. Sem olhar pra trás e se arrepender porque deu errado
ou porque não era bem assim que você planejou. Acho que
amar é a incondicionalidade. Não impor condições. Não
ter prazo de validade. Não sei nada sobre amar, mas
desconfio que não tem nada a ver com certezas."


:: Brena Braz ::

Qual a sensação de viver à sombra de um vulcão?

*

Certamente, tão quente quanto a larva. Não fere, mas é uma força da natureza que mostra seu poder a cada beijo encandecido!

Pequeno Dicionário de Palavras ao Vento.


Alegria – Bloco de carnaval que não liga se não é fevereiro.
Bondade – Aquilo que sai do coração quando a torneira está aberta.
Certeza – Quando a idéia cansa de procurar e pára.
Dor – É tudo aquilo que dá vontade de dizer “ai” lá de dentro do peito, seja topada, perda, cascudo ou abandono.
Encontro – A reunião formada pelo que procurava, pelo achado e pelo acaso.
Fidelidade – Um trato que você faz com você mesmo de cumprir os tratos que você fez com os outros.
Gula – Quando chocolate é mais importante que espelho.
Harmonia – Quando os olhos, os ouvidos, a boca e o coração sorriem ao mesmo tempo.
Irritação – Um alarme de carro que dispara bem no meio do seu peito.
Joaninha – Bichinho que deve ter nascido num dia em que a Criação estava especialmente bem-humorada.
Loucura – É coisa que quem não tem só pode ser completamente louco.
Mãe – É aquilo que dá vontade de gritar quando a gente não sabe o que fazer.
Namoro – É quando o universo inteiro em volta importa menos que o abraço.
Ousadia – É quando o coração diz para a coragem “vá” e a coragem vai mesmo.
Perdão – Quando o Natal acontece em maio, por exemplo.
Quase – É o curinga de toda incerteza.
Recordação – Quando um pedacinho do passado volta ainda mais enfeitado.
Sentimento – A língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
Trégua – Um pedacinho de paz espremido entre duas lutas.
Urgente – Algo que não dá tempo de fazer xixi primeiro.
Vontade – É um desejo que cisma que você é a casa dele.
Xeque-mate – Quando só resta ao rei imitar o poeta e pedir um tango argentino.
Zangado – Um anãozinho da Branca de Neve que baixa na gente de vez em quando.

:: Adriana Falcão ::

11 de novembro de 2008

"Que a liberdade seja a nossa própria substância."
Simone de Beauvoir

22 de setembro de 2008

Azar no amor, sorte na gramática

Estive reparando naquela música do Martinho da Vila, na qual ele diz que já teve mulheres do tipo atrevida, do tipo acanhada, do tipo vivida, casada carente, solteira feliz. Que já teve donzela e até meretriz.

Fora mais um monte delas, que não vou lembrar agora, mas o sujeito teve mulher pra burro.

Fiquei então tentando classificar as que já passaram pela minha vida, que não foram tantas assim. O curioso é que a única forma de classificação que encontrei foi a gramatical.

Por exemplo: tive uma fulana que usava metáforas como ninguém. Dizia sempre coisas do tipo "Nosso relacionamento é um lixo"; "Você é um cachorro"; "Eu sou mesmo uma palhaça". E por fim: "Eu nunca mais vou engolir as suas grosserias".

Foi um relacionamento rápido, passou como um raio. Ela era uma pessoa difícil, mas ainda sinto saudades das suas metáforas.

Uma outra era fissurada em anáforas. Gritava amiúde: "Sou eu que te ligo, eu que te procuro, eu que te abraço, eu que tenho que me de eu que tenho que me desculpar!". Ou então: "Que saco, você só reclama! É a porcaria do seu emprego, a porcaria do seu carro, a porcaria do seu time, a porcaria do trânsito...".

Terminou mais ou menos com ela me dizendo assim: "Não quero mais seu abraço, não quero mais suas desculpas, não quero mais sua estupidez, não quero mais seu mau humor e não quero mais você".

Ah, ela tinha belos olhos, bela boca, belas pernas e belas anáforas.

Fui apaixonadíssimo por uma beltrana que tinha um dom especial com antíteses. Não sei se eu gostava mais dela ou de suas esplêndidas antíteses. Quando ela disse "Eu só te odeio porque você me ama", eu quase a pedi em casamento. Quase fui à loucura quando ela sentenciou: "Eu dou muita risada quando você chora".

Ela era admirável. Pena que tenho certeza de que quanto mais eu me lembro dela, mais ela se esquece de mim.

Já Susângela era totalmente sinestésica. Eu vibrava com suas sinestesias poéticas. "Seu perfume tem cheiro azedo";
Sinto um torpor negro toda vez que você chega"; "Meu amor por você nada mais é do que pálido".

Era uma poetisa, a Susângela. Sinto uma saudade amarga de suas sinestesias.

Passei um tempinho com uma ruiva, toda serelepe, que usava hipérboles maravilhosas, geniais. Quando eu me atrasava, por exemplo: "Estou te esperando há um século"; Quando eu estava no bar: "Te procurei pela cidade toda, seu cafajeste"; Quando eu esqueci do seu aniversário: "Não quero mais você. Nem que você seja o último homem do universo!".

Uma garota muito instável, mas era a ruivinha mais bonita do mundo.

A última era uma profissional em utilizar gradações. As frases soavam fortes, viscerais. Ela berrava gradações e eu ficava só ouvindo, encantado. "Você é um fraco, estúpido, grosso, infantil, ignorante, insensível e não me merece!". Vejam só a construção maravilhosa que ela utilizou para colocar um ponto final na nossa relação: "No começo eu gostei de você, me interessei, te admirei, me envolvi, me apaixonei e me entreguei,mas depois percebi que eu tinha sido uma tonta, uma criança, inocente, boba, cega, porque você não passa de um mentiroso, de um hipócrita, um cafajeste, um animal!".

Puxa, ela deveria escrever um livro, uma tese, uma enciclopédia! Grandes gradações ela fazia.

Com algumas tentei reatar, enviando cartas cheias de smacks e snifs, mas nenhuma deu a menor importância para as minhas onomatopéias.


Analfabetas! Insensíveis!

16 de setembro de 2008

Meu vício de amar você...

...não é o mesmo que tomar café.

-:-Tim Maia -:-

13 de setembro de 2008

Tanta mentira
tanta verdade
tanta vontade
tanto sentimento camuflado
tanto engano lamentado
tanta vaidade
tanta curiosidade
tanto escuro na claridade
tanto medo guardado
tanto grito calado
tanto amor
tanta guerra
tanto homem sem terra
tanta terra
tanta risada
tanta pancada
tanta ferida escondida por trás da cortina dos olhos
tantos olhos que não olham
tanta procura
tanta doçura
tanto encontro
tanto confronto
tanto beijo
tanto desejo
tanta bondade
tanta maldade
tanta lágrima que rola
tanto sorriso que aflora
tanta chegada
tanta partida

Assim é a vida...



De encontro
Margaret Cendron

11 de setembro de 2008

Bom...

meu nome é VJ!

...ou...

quase isso...


Na verdade, meu nome começa mesmo é com "J", mas não é Joaquim, José ou Januário.

Sou carioca, o Rio de Janeiro é meu lugar, mas não sou de Janeiro....

...sou de Maio!

Mês das noivas, mas que é também mês de Bob Dylan e Priscilla Presley.


Maio também é o mês dos deuses, aliás, da deusa romana Bona Dea que representa a virgindade e a fertilidade nas mulheres.

Talento e alma feminina dão ainda mais requinte a um signo que é regido esplendorosamente por arquétipos panteônicos. – GÊMEOS


Tenho 31 anos e pouca facilidade para desabafar!

...as vezes pode não parecer, mas sério mesmo...


Ótimo observador, ouvinte por natureza, analítico e sobretudo comigo, exigente demais!

...tenho mania de me perder com simples coisas, o que não é raro...


Pseudo-músico e fotografo por afinidade.

..mal sei cantar!

Analista de sistemas por opção.

...gostaria mesmo era de ter feito museologia...


Moro longe!

...enfim...

Todo puto mora longe...!

Sai de uma cidadezinha pacata e tacanha com índios pelas ruas...

...bichinhos exóticos e coloridos...

...belas paisagens...

...pouco o que fazer...

E fui pra outra mais longe ainda....

Aqui faz um calor da vaquejada...”/

Mas eu gosto!

...tenho um gosto ecleticamente experimentalista com viagens e acontecimentos!


Não como gorduras!

Perco o apetite com um simples copo d´água, posso comer tudo que quiser e quanto desejar, - incluindo balas, chocolates, chicletes, massas e refrigerantes - pois perco peso com muita facilidade.

...sou viciado em coca~cola!


Comprar roupas quase sempre é um inferno!

...estou na profissão errada...nasci para brilhar nas passarelas como modelo internacional...

Minha nutricionista, admirada, certa vez disse que o sonho de toda mulher é de ser igual à mim... ( “mim” não conjuga verbo kct! Rs )


...blasé, eu apenas sorri...


Adoro brinquedos!

...passo horas olhando, escolhendo, testando...

...coleciono alguns...

Desenhos também, mas assim, prefiro os da década de 80.


Ah! Tenho tara por vídeo games!


...quando não tem nada pra fazer, adoro matar!

Mas não pense que tenho síndrome de Peter Pan! ´


...sou muito preguiçoso...

Minha mãe diz, foi um problema enorme na hora de me desovar...( esse eufemismo é meu! Rs )

...o médico disse que eu estava sentado e foi um sofrimento pra minha mamãe...

Ninguém me disse, mas tenho certeza que pouco antes da hora de nascer, além de sentado, eu estava de perninhas cruzadas...

...pô, me deixassem ali que é lugar quente!


Bom...

continuando!

Maio também é mês de silêncio. Celebrado todo dia 7 de cada ano, quentinho, vagaroso, soprado num leve assobio pra não acordar as crianças que ainda dormem dentro de mim. Afinal, nossos pais não querem bagunça assim, logo tão cedo!


No dia 17, comemora-se o Dia Mundial da Internet. E isso, com o suor do meu emprego pago tudo que consumo, confusão arrumo, não peço arrego e tenho chamego com quem me faz cafuné.

Sou romântico, sempre atento ao menor dos detalhes!

...mas se me chatear demais eu enjôo logo e pulo fora...


Nunca fui de muitas mulheres.

...em quantidade...

Mas isso num outro post eu explico o porque..


Não sou feio aos olhos do espelho....

Aliás, ninguém é!

...oops..

tem a bruxa do conto de fadas!

...bom...também não sou tão belo a ponto de me afogar no lago de Narciso.

Como um acupunturista, apenas sei tocar os lugares certos...

...pretensão minha...?

...não é...!


Desde que me lembro estou envolvido em meio musical.

...tenho primos músicos que são muito bem conceituados...

Papai canta... e mamai tocava clarinete e têm uma voz belíssima!

É uma soprano de fazer inveja ao melhor dos canários belga.

...ela teve que parar de tocar quando nasci...

Infelizmente ela teve que optar por mim, ao invés do sopro. De certo eu não dava espaço e nem tempo para que ela pudesse continuar os estudos...

...não creio que tenha sido a mais certa das escolhas...

Toco contra-baixo....violão e sax...

MAL! Rs

Mas sei muito bem atrapalhar quem sabe tocar legal! Rs


Sou hétero!

Mas acho bem interessantes e divertidas as diversidades....


Ler, ouvir e falar sobre é o que faço melhor!

Sempre achei muito interessante esse universo!

Tenho amigas e amigos gays também e sempre me divirto muito com eles...

...não sexualmente, claro!


Hum...

Já falei de demais!

Ah! Faltou falar sobre quando eu cheirava cola de sapateiro escondido embaixo da cama da minha mãe....rs

...bom...depois eu conto!



Ósculos literários!

7 de setembro de 2008

[ ... ]

Tem sorriso que parece choro.
Tem choro que é por alegria.

Tem dia que parece noite.

E a tristeza parece poesia.

Tem motivo pra viver de novo.
Tem o novo que quer ter motivo.

. . TM.

4 de setembro de 2008

FRAGMENTOS

100 Escovadas Antes de Ir Para a Cama

-:- Melissa Panarello -:-


Adormeço em cima do seu peito, meus longos cabelos cobrem seu rosto,

mas ele gosta e me beija milhões de vezes na testa.


Melissa: - Promete... promete uma coisa: a gente nunca vai se perder, promete - murmuro.


Mais silêncio, ele acaricia minhas costas e sinto arrepios irresistíveis, e ele entra

de novo dentro de mim enquanto eu empurro os quadris me colando nele.


E quando me movimento, ele diz baixinho:


Claudio: - Tem duas condições para você não me perder e eu não perder você. Você não

pode se sentir prisioneira, nem de mim, nem do meu amor, do meu afeto, de nada. Você

é um anjo que precisa voar livre, nunca vai poder permitir que eu seja o único objetivo

da sua vida. Você vai ser uma grande mulher, e já é agora.

Minha voz despedaçada de prazer pergunta qual é a segunda condição.


Claudio: - Nunca trair você mesma, porque se fizer isso vai se machucar, mas vai

machucar a mim também. Eu te amo e vou te amar mesmo quando nossos caminhos se

dividirem.


[ ... ]


Claudio: - Que você possa encontrar na sua vida a mais alta, plena e perfeita felicidade,

maravilhosa criatura. E que eu possa fazer parte disso com você, enquanto você quiser.

Porque... é bom que saiba desde agora: eu sempre vou querer, mesmo quando você não

se virar mais para me olhar.


31 de agosto de 2008

Ser um OTñI é...


se sentir como um Lactobacilo...
...vivo...
induzindo os outros fazerem algum tipo de merda...
...sempre!

30 de agosto de 2008

Senhor, dai-me paciência...


(((((( MAS TEM QUE SER JÁ!!! ))))))

...pelo direito de ter a paz Nirvanesca do Zen Budismo dentro e fora de mim...!

Hoje eu acordei super musical!

...e com uma vontade enorme de ouvir Winton Marsalis e John Coltraine!
Let's Youtube-me! =D

29 de agosto de 2008

Vento do mar no meu rosto
e o sol a brilhar, brilhar.

Calçada cheia de gente
a passar e a me ver passar...

Rio de janeiro, gosto de você!

Gosto de quem gosta
deste céu...
...desse mar...
dessa gente feliz!

:: Ismael Netto / Antônio Maria

Estamos em 29 de Agosto...

Em 48 horas o destino de Amélie Poulain irá mudar!

19 de agosto de 2008

" Nao é tão simples assim...


...o Coringa nunca é tao simples!"

Maravilhoso!

17 de agosto de 2008

Conversa de Teúda e Mânteuda.


Como é complicado entender certas coisas...

...fofoca e a falta de respeito com o próximo são apenas algumas delas...


O maledicente e fofoqueiro têm empenho esmero no trabalho com a vida alheia!

Cuida tanto da vida dos outros que acaba esquecendo que ele próprio tem uma..

As vezes fico me perguntando o que pensam as pessoas quando passam a atacar outras, sem que haja um motivo palpável e absolutamente verdadeiro...

...e, mesmo esse motivo sendo real, a quem mais de direito questionar-se que não o próprio referenciado?

Na boca de um fofoqueiro, nada presta ou tem algum valor!

...boatos tomam dimensões de verdade absoluta e irrevogável.


Sinceramente, tenho pena desse tipo de gente que vive tropeçando na vida alheia...

...pois dedicam tempo para cuidar do jardim alheio somente para fugir do seu mundo pequenino e sem graça alguma!

É aquela mesma velha história de sempre...

...o povo adora ver a desgraça alheia...


É verdade!


Então, jogam pedras, tomates e sei la mais o que!

...sem nem saber do que se trata, e vão pra casa satisfeitos...


São tipos de pessoas que não passam de urubus a procura de carniça!
...e o pior é que estamos todos sujeitos a cair nas garras desses infelizes.


15 de agosto de 2008

Para o alto e avante!


Decidi que a partir de hoje minha vida será como um balão...

Não esses balões de festa junina que geralmente fodem com a vida alheia...


Decidi que minha vida será como aqueles balões de passeio....

felizes...

..coloridos com a cor que a gente pinta!


A partir de agora, soltarei todos àqueles sacos de areia que sempre me impediram de subir....

...um por um...

...vez por vez...


Segurar a minha brisa e seguir a minha rota nesse céu de possibilidades!

...e levarei minha vida de maneira mais branda e serena....

Sem me preocupar com as coisas que não posso mudar...


Eu tentei!


...não depende mais de mim....


Já fazemos um ano...

...as vezes alguma coisa boa não acontece se uma ruim não tiver acontecido antes...


*Carpe Diem*

14 de agosto de 2008

Desisti do blog anterior...

...simples assim!
Como esse aqui já existia, precisei apenas dar uma repaginada...

Bom..
...recomeçar é viver!

Començando com a postagem de ontem...

...desisti do blog anterior...
"Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

Aberta a temporada

"Momento de grande desejo de viver a vida como uma aventura. Lançar-se em novos caminhos e conhecer novas pessoas é uma boa pedida."

...diz o horóscopo leonino para a data de hoje....

Foda-se!
Eu sou de gêmeos e não acredito nos Zodíacos!

...enfim...

Hoje é apenas um dia bom para começar!

Cabalisticamente falando...
...mesmo que eu não acredite!"